Discrepância de Comprimento das Pernas – O que Nós Realmente Sabemos

Publicado por Heric Lopes em

Discrepância de Comprimento das Pernas (DCP): A História Natural (e o Que Nós Realmente Sabemos)

🗣  Richard Gross (1978) foi um dos primeiros a tentar quantificar o tamanho da discrepância necessária para que tratamentos fossem indicados. Além disso, tentou descobrir quais pacientes desenvolveram sintomas associados à discrepância do comprimento da perna ao longo da vida.

🔎  Gross concluiu que discrepâncias de comprimento das pernas menores que dois centímetros ( < 2cm) eram improváveis de serem um problema.

A revisão recente sobre DCP de Gordon & Davis, publicado no Journal of Pediatric Orthopaedics em Julho | 2019, informa:

👉🏼  A discrepância de comprimento dos membros inferiores é comum (Knutson, 2005);

👉🏼  Apenas 10% da população apresenta o comprimento dos membros inferiores IGUAL (Knutson, 2005);

👉🏼  Aproximadamente 90% da população possui discrepância de 10mm (1cm) ou menos (Knutson, 2005);

👉🏼  Aproximadamente 50% da população possui discrepância de 4mm (0.4cm) ou menos (Knutson, 2005);

🔎  “Em conclusão, a evidência para o efeito da DCP e a quantidade de discrepância que nós deveríamos tratar é bem POBRE E POUCO avançou desde o estudo de Gross (1978). Parece haver um consenso de que DCP > 2cm (maior de 2 centímetros) PODEM ser um problema. Há alguma evidência de que DCP > 0.5cm pode acarretar em problemas de quadril, joelho e coluna lombar. Há evidências POBRES que sugerem que pacientes com sintomas de dor lombar associados à DCP, tão pequenas quanto 0.5cm, podem se beneficiar do uso de calço ou outra forma de equalização dos membros a curto prazo.”

⚠️ Usain Bolt 🇯🇲 🏃🏿‍♂️ 🥇 reportou DCP = 1.3cm 👀. 

👉🏼 em algumas situações DPC pequenas são consistentes com performances atléticas extraordinárias! 🤔

📚 https://journals.lww.com/pedorthopaedics/fulltext/2019/07001/Leg_Length_Discrepancy__The_Natural_History__And.4.aspx

#discrepancia #leglengthdiscrepancy #comprimento #perna #dorlombar #joelho #quadril #dor #fisioterapia #reabilitacao #fisionapauta


1 comentário

Aparecida Da Silva · 25/03/2020 às 18:33

Aqui é a Aparecida Da Silva, eu gostei muito do seu artigo seu conteúdo vem me ajudando bastante, muito obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *